Polícia Penal do Paraná promove eventos do Outubro Rosa nas unidades prisionais do Estado
01/11/2022 - 14:08

Durante o mês de outubro, a Polícia Penal do Paraná investiu na promoção de eventos de conscientização sobre o Outubro Rosa. Em várias unidades prisionais do Estado servidoras da Polícia Penal e mulheres privadas de liberdade receberam informações sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama e do colo de útero.

O Outubro Rosa é celebrado anualmente para compartilhar informações, promover o esclarecimento sobre a doença, proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento, além de contribuir para a redução da mortalidade feminina. Os eventos contaram com diferentes atividades, como palestras.

A policial penal Kamila Neves de Oliveira destacou a dedicação da instituição ao bem-estar das mulheres privadas de liberdade. “Estas palestras são de grande relevância, pois demonstram a preocupação com a saúde das mulheres. As ações levam informação a todas as servidoras e mulheres privadas de liberdade acerca da importância do diagnóstico precoce”, disse.

Na Penitenciária Estadual Thiago Borges de Carvalho (PETBC), de Cascavel, no Oeste, as presas puderam acompanhar palestras ministradas por assistentes sociais, servidoras do município e psicólogas da Faculdade Assis Gurgacz (FAG) e da própria unidade.

Em Guarapuava, no Centro-Sul, mulheres de todas as forças de segurança do município assistiram à palestra “O papel das mulheres que atuam na segurança pública”, ministrada pela doutora em Direito e professora da Faculdade Campo Real, Ana Cláudia Sílvia Abreu.

Ao fim da fala da professora, as mulheres presentes confraternizaram com um coffee break disponibilizado pelo Corpo de Bombeiros, receberam lembrancinhas doadas pela Polícia Penal e suculentas que foram produzidas na Penitenciária Industrial de Guarapuava (PIG) e personalizadas pelos alunos-soldados do Curso de Formação de Praças (CFP).

Em Maringá, no Noroeste, o evento “Culinária Saudável na Prevenção do Câncer” foi promovido pela Coordenação Regional de Maringá em parceria com a Escola de Formação e Aperfeiçoamento Penitenciário (Espen) e Centro Ambulatorial de Saúde, com o objetivo de destacar a importância da relação da alimentação com o câncer de mama. Durante o encontro, o chef Vinicius Pires ministrou uma aula 100% prática para as participantes.

O diretor da Casa de Custódia de Maringá, João Victor Toshiaki Ferreira Fujimoto, esteve no evento e disse que ações como estas manifestam a preocupação do Poder Público com as mulheres. “As ações comprovam o compromisso do Governo do Paraná e da Polícia Penal em valorizar a saúde e o bem-estar de suas servidoras”, afirmou.

“As ações também são ferramentas para o engajamento das unidades prisionais no processo de conscientização das mulheres com relação à importância da prevenção do câncer de mama”, completou.