Em quatro anos, Banco da Mulher Paranaense apoiou negócios de 12,8 mil empreendedoras
19/01/2023 - 16:11

O Banco da Mulher Paranaense vem transformando a vida de empreendedoras, que passaram a ter acesso facilitado a financiamento para abrir ou ampliar o seu negócio. Criada pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior em 2019, a linha de crédito operacionalizada pela Fomento Paraná apoiou, em quatro anos, 12,8 mil mulheres empreendedoras, ofertando R$ 148 milhões em créditos.

A iniciativa busca estimular o empreendedorismo e o protagonismo feminino, dando sustentação a negócios próprios. São oferecidas taxas de juros abaixo do mercado e outros benefícios que dão mais oportunidades para as mulheres tocarem seus negócios.

Segundo o governador, a iniciativa é exitosa e garante oportunidades às mulheres paranaenses. “É muito satisfatório saber que conseguimos planejar e colocar em execução uma medida que cria oportunidades de crescimento para milhares de empreendedoras em nosso Estado”, disse Ratinho Junior. “As mulheres merecem esse incentivo para tocar seus empreendimentos e manter suas famílias, além de gerarem empregos e renda”.

O Banco da Mulher Paranaense envolve linhas de microcrédito, em valores até R$ 10 mil para informais e até R$ 20 mil para MEIs e microempresas, e linhas diversas acima de R$ 20 mil, até R$ 500 mil, para projetos de investimento, como compra de máquinas e equipamentos, reformas, ampliações, instalação de equipamentos para geração de energia de fontes renováveis, entre outros.

O programa foi criado com base em pesquisas que mostram que a mulher ainda tem mais dificuldade de acesso a linhas de crédito quando precisa começar uma atividade empreendedora – pouquíssimas iniciam os negócios com base em crédito. Segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o percentual de domicílios brasileiros comandados por mulheres saltou de 25%, em 1995, para 45% em 2018, devido, principalmente, ao crescimento da participação feminina no mercado de trabalho.

As empreendedoras interessadas em obter crédito pelo Banco da Mulher Paranaense da Fomento Paraná podem acessar o site www.fomento.pr.gov.br ou solicitar auxílio por meio dos agentes de crédito e correspondentes da rede de parceiros da instituição nas prefeituras, salas do empreendedor, agências do trabalhador, associações comerciais e empresariais, além de diversas sociedades empresariais especializadas.

EMPREENDEDORAS DO SUL – As políticas de incentivo ao empreendedorismo feminino não param por aí. Outra iniciativa voltada a esse público vem do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), que também conta com uma linha de crédito voltada para as empreendedoras dos três estados da região.

O BRDE Empreendedoras do Sul é direcionado para empresas de diferentes portes que tenham ao menos 40% do seu capital social de sócias mulheres. As microempreendedoras individuais e pessoas físicas podem ter o apoio através de parcerias do banco com outras instituições que atuam com programas de microcrédito, como as cooperativas.

Lançado há quase dois anos, o programa já destinou R$ 226 milhões a empreendimentos tocados por mulheres nos três estados do Sul. As empreendedoras paranaenses lideram o acesso aos financiamentos, já que R$ 88,8 milhões foram contratados no Estado. Foram destinados, no mesmo período, R$ 96,2 milhões no Rio Grande do Sul e R$ 41,6 milhões em Santa Catarina.

Com o objetivo de fomentar ainda mais os negócios liderados pela força feminina, a oferta de crédito para capital de giro, que era reservada apenas para pessoas jurídicas e com receita operacional bruta de até R$ 90 milhões, agora não tem valor máximo por operação.

Os recursos contratados desde o início do programa atenderam micro, pequenos e médios empreendimentos e foram dirigidos à produção rural, inovação, construções e reformas, compra de equipamentos e adaptações de tecnologia.

Para solicitar o financiamento, as empresas devem acessar o site www.brde.com.br. Todos as operações serão através da plataforma digital e a documentação deverá ser inserida (upload) também através do site. O app do BRDE também traz as informações sobre o programa.

Fonte: Agência de Notícias do Paraná