Maternidade e Trabalho: como conciliar?
13/04/2022
Olá, tudo bem?
Você já ouviu falar do Maternal Wall?
Este termo de origem inglesa, mas tem um caráter bem universal: se refere a barreira invisível que quem é mãe, seja onde for, vai reconhecer.
Muitas mulheres são estereotipadas e discriminadas no mercado de trabalho, simplesmente pelo fato de serem mães. Dados mostram que mães tem menores probabilidades de contratação e muitas , logo depois que retornam da licença maternidade são demitidas.
Uma pesquisa divulgada pela Fundação Getúlio Vargas em 2017, chamada “Licença-maternidade e suas consequências no mercado de trabalho do Brasil”, feita com 247 mil mulheres, mostrou que metade delas perderam seus empregos após a gravidez. O estudo também constatou que as trabalhadoras que saem de licença-maternidade são demitidas em até 24 meses após o nascimento da criança.
Conciliar filhos e trabalho, dar atenção às crianças, manter a produtividade, cuidar de si mesma…. são desafios das mulheres e acrescidos com barreiras do preconceito. São muros que precisam ser quebrados. E é fundamental que a sociedade se conscientize de que uma mulher que vivencia a maternidade pode se tornar uma profissional ainda mais interessante, já que desenvolve comportamentos desejáveis no mercado de trabalho, como paciência, resiliência e empatia.